Tag Archives: hérnia

Uma Nova Era Na Utilização De Telas

Neste sábado (23) realizei um procedimento pioneiro no Hospital Unimed em Novo Hamburgo. Uma cirurgia onde se fez uso dos enxertos biológicos que utilizam o novo processo AquaPure: remove as células com eficácia mantendo a estrutura e a resistência do enxerto.

Os enxertos XenMatrix garantem maior resistência e melhor desempenho. É a evolução da medicina a favor da saúde e conforto do paciente.

Essa cirurgia foi realizada em uma hérnia paraduodenal de Landzert através de uma videocirurgia que durou cerca de 2 horas. O paciente teve alta no mesmo dia.

Hernia 360 Experience

Nos os dias 30 e 31 de maio, aconteceu o Hérnia 360 Experience, em Orlando/EUA.
O evento que aconteceu no Bard Medical Center, reuniu 30 dos melhores cirurgiões brasileiros para um treinamento em cirurgia robótica em cadáveres.

O Dr. João Couto Neto, fez parte dos convidados e esteve presente – adquirindo ainda mais conhecimento e aprimorando suas técnicas.

Dois gaúchos participam do Hérnia 360 Experience

Treinamento reúne os melhores cirurgiões do Brasil, em Orlando/EUA

A Bard Medical realiza pela primeira vez o maior evento de treinamento de cirurgia robótica em cadáveres, nos Estados Unidos.

A atividade que acontecerá entre os dias 30 e 31 de maio, no Bard Training Center, em Orlando/EUA e reunirá 30 melhores cirurgiões brasileiros, especialistas em cirurgia geral. Entre os escolhidos está o Dr. João Couto Neto.

Sobre Bard Medical

A Bard Medical é líder em produtos médicos nas áreas Vascular, Urologia e Oncologia. Para complementar a linha, a Bard conta com produtos e serviços cirúrgicos com técnicas avançadas.

Mais informações sobre a Bard em: www.bardmedical.com

Dr. João Couto Neto participa do Congresso Brasileiro de Hérnia

Entre os dias 19 e 21 de abril acontece em Foz do Iguaçu/PR, o V Congresso Brasileiro de Hérnia, em paralelo acontece também a VI Convenção Latinoamericana de Hérnia.

Foram programadas várias cirurgias com transmissão ao vivo, além de conferências, mesas-redondas e palestras com vídeos semi-editados – trazendo convidados de renome internacional que mostrarão as mais recentes novidades tecnológicas e o que está acontecendo nos grandes centros mundiais.

Buscamos sempre atualizar nossos conhecimentos em uma área cirúrgica que evolui e muda muito rapidamente os conceitos, as técnicas, os equipamentos e por consequência os seus resultados.

Caderno Saúde – Jornal NH

19-02-jornal

O melhor de duas técnicas no tratamento de hérnia

De acordo com dados do Ministério da Saúde, entre 3% e 8% dos brasileiros apresentam algum tipo de hérnia na região abdominal – seja inguinal, umbilical, incisional e/ou epigástrica.

A cirurgia é o tratamento-padrão nestes casos.

Pela primeira vez no Hospital Regina, em Novo Hamburgo, o Dr. João Couto Neto realizou uma cirurgia utilizando técnica combinada – unindo o melhor da técnica convencional e da videolaparoscopia – para colocação de uma tela separadora de tecidos, intra-abdominal, para o tratamento de uma volumosa hérnia abdominal.

A combinação das duas técnicas cirúrgicas visa menor dano ao paciente.whatsapp-image-2018-01-31-at-10-18-49-3 whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-12-2

whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-13-4 whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-13

whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-14-1 whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-14-4

whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-15-1 whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-17-1

whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-17-3 whatsapp-image-2018-01-31-at-10-19-18-1

Laparoscopia em hérnia diafragmática

A hérnia diafragmática é um defeito ou buraco no diafragma que permite que o conteúdo abdominal chegue à cavidade torácica.

O tratamento é cirúrgico e pode ser realizado através da videocirurgia.

Em Dezembro de 2017, foi realizada no Hospital Regina, pelo Dr. João Couto, uma laparoscopia com tela separadora e fixação com histoacryl (cola) em uma hérnia diafragmática gigante com a totalidade do estômago no tórax.

couto-4

Como diagnosticar a hérnia – em mulheres

Março é o mês da mulher. A hérnia no corpo feminino é difícil de ser diagnosticada, por conta disso é importante ficar atento aos sintomas!

Um dos sinais para o reconhecimento de hérnia são as dores abdominais. Porém, quando as mulheres se queixam de dor, é complicado realizar o diagnóstico deste incômodo, pois outras doenças podem ser diagnosticadas, tais como: endometriose, miomas, cistos ovarianos, entre outras. A suspeita de uma hérnia abdominal passa longe já que este problema atinge principalmente os homens.

São muitas as causas da hérnia, entre elas o levantamento de peso, a obesidade, uma gestação, ou até mesmo pode ser algum problema congênito.

De acordo com especialistas, no corpo da mulher, a dor da hérnia acontece, em sua maioria, em torno dos ovários. Quando do tipo oculta, pode ser descrita como uma dor aguda na vagina e, ao redor do quadril e nas costas, nos flancos e nas coxas. O que dificulta o diagnóstico, pois o quadro pode ser facilmente confundido com problemas ginecológicos.

A dor pode ser controlada por medicamentos até a realização da cirurgia. Este é o único método para a correção de hérnia, sendo assim, corrige e previne o acontecimento de problemas mais sérios.

O que fazer para ser saudável?

Pequenos movimentos, grandes resultados
Para ser saudável não necessariamente é necessário revisar todo nosso estilo de vida. Às vezes, tudo que é precisa, são mudanças simples. De comer mais cenouras, de assistir vídeos lúdicos, de se mexer e de descansar…  Esses ajustes rápidos e fáceis no regime diário podem fazer uma enorme diferença na saúde e na forma como cada um se sente.

dicas de saúde - Dr. Couto
Gosto de olhar para coisas simples que nos fazem ficar melhor. Quando estamos bem, nossa saúde sempre fica melhor. Veja que coisas pequenas podemos fazer com grandes resultados:

Agarre seus dedos e puxe – Isso aumenta a circulação. Depois que seus pés foram apertados em sapatos durante todo o dia sem a circulação adequada, os músculos e nervos em nossos dedos do pé não funcionam corretamente. E isso pode causar dor nos joelhos, quadris e costas.

dicas de saúde - Dr. Couto

Lave as roupas de cama – Os ácaros da poeira são um importante gatilho na alergia. Gostam de sair até você. Lave os lençóis e fronhas toda semana em água quente. Também é inteligente usar capas de colchão projetadas para manter os ácaros fora.

dicas de saúde - Dr. Couto

Voar, só com ventilação – Vai voar? Viajar é bom, mas ligue a ventilação de ar acima do seu assento em seu rosto. Para permanecer saudável é preciso estar consciente sobre todos os germes que estão em aviões. Ligue a ventilação de ar em um ângulo que sopre ar para baixo na frente de seu rosto para dar uma filtrada no ar e criar uma barreira mantendo os germes longe do nariz ou boca.

dicas de saúde - Dr. Couto

O Estômago

4

O estômago, nos humanos, é um orgão digestivo em forma de bolsa, situado entre o esôfago e o duodeno. Encontra-se situado por debaixo do diafragma, no lado esquerdo do abdómen. Apresenta duas comunicações: uma superior chamada cárdia, que o comunica ao esôfago e outra inferior, chamada piloro, que o comunica ao intestino delgado. O estômago tem duas classificações, uma cirúrgica e uma anatômica, em sua classificação cirúrgica ele é subdividido em cárdia, fundo, corpo, antro, piloro, curvatura menor, curvatura maior, face anterior e face posterior. O estômago em sua classificação anatômica é dividido em uma porção vertical chamada trituradora, e uma porção horizontal chamada evacuadora.
É no interior do estômago que se encontram as glândulas gástricas que produzem o suco gástrico. No estômago, o suco gástrico é envolvido nos alimentos em digestão, através dos movimentos peristálticos, e o bolo alimentar é transformado em quimo. Inicia-se aí a digestão das proteínas, pois esse suco contém muitas enzimas, dentre essas está a pepsina, que é responsável pela digestão das proteínas.
O adjetivo gástrico refere-se ao estômago. Assim, a retirada cirúrgica do estômago ou parte dele chama-se gastrectomia. A colocação de tubos no estômago através do abdômen chama-se gastrostomia. A modificação do estômago chama-se gastroplastia.