post-title Você sabia que pequenos procedimentos cirúrgicos podem ser executados em nossa clínica?

Você sabia que pequenos procedimentos cirúrgicos podem ser executados em nossa clínica?

Você sabia que pequenos procedimentos cirúrgicos podem ser executados em nossa clínica?
Cirurgias

Nestes tempos quando a saúde se encontra em uma crise sem precedentes por causa de um vírus, nós, profissionais da saúde, passamos a buscar novas formas de ajudar os pacientes em suas necessidades, independente desta pandemia. Tanto em pesquisas, como em procedimentos, tivemos que evoluir para proporcionar experiências menos desgastantes para as pessoas. Buscamos assim, novas alternativas inclusive para atendê-los fora de locais de risco.

Desta forma, conseguimos criar condições adequadas para procedimentos ambulatoriais de pequeno porte em nossa Clínica.  De um modo geral, eles são realizados, quando necessário, com anestesia local e com a alta imediata do paciente.

Eis os procedimentos realizados na Clínica João Couto:

• Retirada de lesões tumorais da pele e subcutâneas;

• Retirada de acrocórdon | “bolinhas que aparecem no corpo, principalmente na região do pescoço, nas axilas, na virilha e logo abaixo dos seios;

• Cantoplastia | cirurgia feita com anestesia local para a remoção da porção lateral da unha, bem como a matriz e o granuloma ocasionado pela unha encravada, seguida de eletrocoagulação;

• Retirada de Cisto sebáceo | nódulo semelhante a um caroço que se forma sob a pele, composto de uma substância chamada *sebum* – tem formato arredondado, mede poucos centímetros e é mais comum na face, no pescoço e no tronco, embora possam acometer qualquer região do corpo;

• Lipomas | protuberância de gordura localizada, geralmente, entre a pele e a camada subjacente ao músculo.
Os lipomas apresentam crescimento lento e costumam ser inofensivos. Raramente podem ser cancerígenos. Algumas pessoas possuem mais de um.
Lipomas ficam logo abaixo da pele e se movem com facilidade quando pressionados. Costumam ocorrer no pescoço, nos ombros, nas costas, no abdômen, nos braços e nas coxas.

• Outros procedimentos possíveis e de rápida recuperação, consulte-nos.

DENTRE AS ORIENTAÇÕES, SAIBA AS QUE SÃO FORTEMENTE RECOMENDADAS:

A realização das cirurgias ambulatoriais segue regulamentação das portarias do Conselho Federal de Medicina e do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

CONDIÇÕES ESTRUTURAIS E SANITÁRIAS DO AMBIENTE COM ESTRUTURA PARA ESTERILIZAÇÃO E DESINFECÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE ACORDO COM AS NORMAS VIGENTES:

a) Segurança e biossegurança aprovados pela Secretaria de Saúde;
b) Materiais personalizados e exclusivos para uso nos procedimentos;
c) Parceria com laboratório (no caso, o Histolab para análises certifica a Clínica Joao Couto);
d) Condições para a prática de anestesia;
e) Equipamentos e instrumentos adequados e certificados para cirurgia ambulatorial;
f) Médico credenciado no Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

CIRURGIA AMBULATORIAL:

DO CONCEITO À ORGANIZAÇÃO E DOS PROCEDIMENTOS AOS RESULTADOS

A mudança do pensamento médico sobre o valor terapêutico do repouso no pós-operatório abriu perspectiva para o desenvolvimento da cirurgia ambulatorial. Entre 1800 e 1940, o repouso era visto como a maior contribuição para a recuperação pós-operatória. Todavia, a partir das experiências assistenciais vivenciadas na Segunda Grande Guerra Mundial, aumentaram as observações apoiando a redução, não só do repouso pós-operatório, mas também do período de internação.

Sabe-se que mesmo antes deste período, há registros de experiências bem-sucedidas com as práticas da cirurgia ambulatorial na América do Norte e Europa. .

A era moderna da cirurgia ambulatorial começou na década em torno de 1960 no Butterworth Hospital, em Michigan – EUA.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.