• +(51) 3035-1716 / (51) 3035-1718 / (51) 99115-8784

Saber

Laparoscopia em hérnia diafragmática

A hérnia diafragmática é um defeito ou buraco no diafragma que permite que o conteúdo abdominal chegue à cavidade torácica.

O tratamento é cirúrgico e pode ser realizado através da videocirurgia.

Em Dezembro de 2017, foi realizada no Hospital Regina, pelo Dr. João Couto, uma laparoscopia com tela separadora e fixação com histoacryl (cola) em uma hérnia diafragmática gigante com a totalidade do estômago no tórax.

couto-4

xx

2018 – Novo ano, novas metas, velhos cuidados!

A capacidade de antecipar aquilo que ainda vai acontecer é fundamental para cumprir as metas do ano novo. Mas nada de criar metas quase inatingíveis. Como na previsão do tempo, por exemplo, quando a gente pensa muito a longo prazo, tudo fica mais impreciso e a chance de a promessa continuar sendo só promessa aumenta. Por isso, é preciso pôr em prática, parar de protelar.

A dica é subdividir a meta em pequenas metas, mais fáceis de alcançar. O ideal é que a meta de longo prazo seja de até três meses, nada além disso. É como se você estivesse um destino e fosse criando caminhos até ele.

O imediatismo também pode atrapalhar o cumprimento de metas. É preciso focar em dois conceitos: a capacidade de visualizar o futuro e frear as emoções e desejos imediatos.

Fique atento em algumas dicas:

  • Ter consciência de saber o que quer de verdade
  • Traçar pequenas metas
  • Planejar e estabelecer um método
  • Agir

Fonte: Programa Bem-Estar, Rede Globo

c7eyxqnw0aalqvw

Cuide de você neste verão

É tempo de férias, sol, praia, piscina, viagem e muita felicidade!
A estação mais quente do ano está chegando.

Quem passou o ano inteiro preparando o corpo para o verão, deve saber que os cuidados com a saúde seguem durante este período.
É preciso ficar atento pois nesta época algumas doenças começam a aparecer, ocasionadas pelas altas temperaturas ou até mesmo por alguns descuidos com a saúde.

Os cuidados são simples – e valem para o ano inteiro:

  1. Mantenha uma alimentação saudável – consuma alimentos leves, isso é indicado pois o organismo está mais “preguiçoso” para fazer a digestão. A dica é não pular refeições! Saladas, frutas, legumes e verduras são essenciais.
    Alimentos suculentos também colaboram com a hidratação, por exemplo, laranja, melancia, tomate, pepino, manga, etc.
  2. Faça exercícios físicos! Mas cuidado com a intensidade e os horários – principalmente se você é adepto de exercícios ao ar livre (o que são ótimos no verão), o sol intenso pode causar queda de pressão e mal estar, portanto o amanhecer e entardecer são os melhores horários para a prática.
  3. Mantenha o corpo hidratado. Para que isso ocorra, o indicado é consumir 2 litros de água por dia, além de sucos e bebidas saudáveis.
  4. Evite a exposição em horários que o sol é intenso, isso pode ocasionar a desidratação. Procure tomar sol antes das 10 horas da manhã e depois das 16 horas da tarde.
  5. Use o protetor solar! Com o filtro adequado para sua pele, antes de sair de casa espalhe a substância por todo o corpo, até que a pele absorva-a por completo.

Videocirurgia na retirada de baço

A videocirurgia é uma técnica minimamente invasiva que deixa cicatrizes imperceptíveis após sua realização.

A esplenectomia – remoção do baço – é frequentemente realizada por certas anemias, trombocitopenia (uma condição na qual há muito poucas plaquetas) e desordens mieloproliferativas, tais como doença de Hodgkins. É indicada quando as doenças não podem ser vencidas por medicamentos, ou ainda por algum outro traumatismo que prejudique o funcionamento do baço como a ruptura do baço.

Após a retirada do baço a capacidade do corpo de combater as infecções fica diminuída e outros órgãos, especialmente o fígado, aumentam sua capacidade de produzir anticorpos para combater infecções.

Quando realizada por videocirurgia, o tempo de recuperação pode ser menor e as cicatrizes ficam escondidas.

couto-1

565-2017-11-14-09-14-20-0

Novembro Azul – mês de prevenção

Setembro é Dourado. Outubro é Rosa. E Novembro é Azul!
Cor que simboliza prevenção à saúde do homem, a luta contra o câncer de próstata.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum em homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma.
Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a estimativa é de 61.200 novos casos por ano. Sendo 13.772 mortes devido ao câncer de próstata.

Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. A grande maioria, porém, cresce de forma tão lenta (leva cerca de 15 anos para atingir 1 cm³ ) que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem.

Portanto, fique atento!
A prevenção é o melhor tratamento.

the-importance-of-self-examination

A importância do autoexame

O autoexame das mamas através do toque é a maneira mais popular e divulgada para detectar o câncer de mama, mas nem sempre a doença pode ser percebida somente com o apalpar dos seios. A importância do autoexame das mamas reside no autoconhecimento e autocuidado das mamas. O autocuidado significa cuidar da própria saúde. Ou seja, conhecendo nossa história familiar para câncer de mama (dessa forma saberemos nosso risco), procurando ter hábitos saudáveis de vida (alimentação e atividade física); o autoconhecimento é conhecer melhor nossas mamas, para tanto a mulher deve palpar suas mamas, axilas e fossas claviculares (“saboneteiras”), dessa forma seremos capazes de identificar qualquer mudança, que deve ser comunicada de imediato a seu médico.

Fonte: Instituto Oncoguia

Carinho neste dia especial

card-whats-textodeagradeci

daylight-saving-time

Você já adiantou seu relógio?

O dia ficou mais longo. O horário de verão iniciou neste domingo (15) e termina no dia 20 de fevereiro.
Para algumas pessoas a mudança traz quadros de mal-estar, dificuldade para dormir, sonolência diurna, alterações de humor e até mesmo de hábitos alimentares. Para outros, significa apenas um dia aparentemente mais longo. Essas diferentes reações são decorrentes da mudança do relógio biológico e de alterações hormonais.

Em condições normais, os diversos ritmos do nosso organismo, como o ciclo vigília-sono e o ritmo de temperatura, estão sincronizados. É o chamado relógio biológico ou relógio interior. Por isso, quando há uma mudança brusca de horário, o organismo tende a se reajustar. Como cada ritmo tem uma velocidade própria de equalização, a relação de fase entre eles é alterada com a mudança do horário. É a chamada desordem temporal interna, que pode ocasionar sintomas que podem perdurar poucos dias ou se prolongar por semanas, só terminando quando a ordem temporal interna é restabelecida.

O nosso relógio interior pode funcionar de maneira matutina ou vespertina, influenciando diretamente na adaptação ao horário de verão. As pessoas que acordam de manhã bem dispostas e dormem cedo, ou dormem muito pouco são chamadas de matutinas. Já as que têm dificuldade de acordar cedo e funcionam bem à noite são as vespertinas. A diferença de perfis é ainda influenciada pela secreção de um hormônio, o cortisol, que dá a sensação de vivacidade.

Acordar com o dia ainda escuro afeta a secreção do hormônio melatonina, acionado pela falta de luz, alterando o metabolismo. Isso acontece porque os hormônios são regulados pelo ritmo do dia, pela claridade do sol e pela escuridão da noite. Com o horário de verão pode haver atraso nessa secreção, causando sonolência por alguns dias, o que pode ser perigoso para quem precisa estar alerta no trabalho.

No caso de idosos com problemas graves de saúde, a mudança no padrão do sono pode ainda aumentar a pressão arterial, mas isso acontece geralmente em casos extremos.

Então, para que não haja problemas, é importante seguir algumas dicas: dormir pelo menos dez minutos mais cedo a cada dia, durante dez dias antes da mudança de horário. A adaptação lenta e gradual segue o mesmo ritmo do relógio biológico, sem causar reações no organismo. Se isso não for possível, o ideal, é manter a qualidade e a regularidade do sono.

spring-health

Primavera chegou – cuide de sua saúde

A última sexta-feira (22) marcou o início da primavera. Mas enquanto alguns comemoram as novas cores da paisagem, outros sentem no corpo as alterações da natureza.

— O pólen das flores disperso no ar aumenta as chances de crises alérgicas, que podem ser leves ou mais graves. Por isso é melhor evitar plantas com flores dentro de casa — diz Alberto Chebabo, infectologista do Lâmina Medicina Diagnóstica.

O aumento de substâncias irritantes no ar também provoca outro problema: a conjuntivite — inflamação na membrana que reveste o globo ocular. Entre as crianças, a varicela (catapora) é a campeã de casos nos meses de setembro a novembro.

— A criança fica doente na escola e acaba levando para casa o vírus. Como muitos adultos não tiveram a catapora na infância, acabam ficando doentes. Nesse caso, a doença fica mais grave: abaixa a imunidade e aumenta os riscos de agravamentos — alerta o especialista.

Já existe vacina contra a catapora, mas a dose só será oferecida nos postos de saúde a partir de janeiro do ano que vem. Para os adultos, a vacina continuará disponível apenas na rede privada.

Pouco conhecida, a escarlatina também tem seu ápice durante a estação das flores. A doença, causada por uma bactéria (a mesma das infecções de garganta) provoca o aumento das papilas gustativas da língua (aspecto de framboesa), manchas vermelhas pelo corpo e febre.

SAIBA PREVENIR

Cuide do ambiente

Evite tapetes, forre a cama, os sofás e as cadeiras, limpe os móveis com pano úmido. Esse controle diminui o risco de alergias respiratórias.

Redobre a higiene

Lave as mãos várias vezes ao dia e evite compartilhar utensílios. Assim, você curte as flores sem ficar de cama com uma doença infecciosa.

Fique em casa

Está com febre? Manchas vermelhas na pele? Fique em casa. O convívio na escola ou no trabalho aumenta a disseminação do vírus ou bactéria causadores.

Fonte: Jornal Extra

hpv-vaccine

Estendida vacinação contra vírus HPV

A vacina contra o vírus HPV está sendo estendida para homens e mulheres na faixa etária dos 15 e 26 anos, de acordo com anúncio feito pelo Ministério da Saúde. A medida é temporária, devido ao grande estoque de vacinas nos postos de saúde cujo vencimento é mês de Setembro.

O público-alvo da vacina são meninos entre os 11 e 13 anos e meninas entre 9 e 14 anos. Nestes públicos, a vacina deve ser aplicada em duas doses com intervalo de seis meses entre elas. Também fazem parte do grupo: transplantados de órgãos sólidos, de medula óssea e pacientes oncológicos entre 9 e 26 anos.

Prevenção
O vírus do papiloma humano (HPV – sigla em inglês) é a doença sexualmente mais comum no mundo. Atingindo tanto homens, quanto mulheres, podendo causar verrugas ou feridas genitais. O HPV é considerado a principal causa do câncer de colo de útero, com estimativa de 90% das causas desta patologia.