• +(51) 3035-1716 / (51) 3035-1718 / (51) 99115-8784

Saber

the-importance-of-self-examination

A importância do autoexame

O autoexame das mamas através do toque é a maneira mais popular e divulgada para detectar o câncer de mama, mas nem sempre a doença pode ser percebida somente com o apalpar dos seios. A importância do autoexame das mamas reside no autoconhecimento e autocuidado das mamas. O autocuidado significa cuidar da própria saúde. Ou seja, conhecendo nossa história familiar para câncer de mama (dessa forma saberemos nosso risco), procurando ter hábitos saudáveis de vida (alimentação e atividade física); o autoconhecimento é conhecer melhor nossas mamas, para tanto a mulher deve palpar suas mamas, axilas e fossas claviculares (“saboneteiras”), dessa forma seremos capazes de identificar qualquer mudança, que deve ser comunicada de imediato a seu médico.

Fonte: Instituto Oncoguia

daylight-saving-time

Você já adiantou seu relógio?

O dia ficou mais longo. O horário de verão iniciou neste domingo (15) e termina no dia 20 de fevereiro.
Para algumas pessoas a mudança traz quadros de mal-estar, dificuldade para dormir, sonolência diurna, alterações de humor e até mesmo de hábitos alimentares. Para outros, significa apenas um dia aparentemente mais longo. Essas diferentes reações são decorrentes da mudança do relógio biológico e de alterações hormonais.

Em condições normais, os diversos ritmos do nosso organismo, como o ciclo vigília-sono e o ritmo de temperatura, estão sincronizados. É o chamado relógio biológico ou relógio interior. Por isso, quando há uma mudança brusca de horário, o organismo tende a se reajustar. Como cada ritmo tem uma velocidade própria de equalização, a relação de fase entre eles é alterada com a mudança do horário. É a chamada desordem temporal interna, que pode ocasionar sintomas que podem perdurar poucos dias ou se prolongar por semanas, só terminando quando a ordem temporal interna é restabelecida.

O nosso relógio interior pode funcionar de maneira matutina ou vespertina, influenciando diretamente na adaptação ao horário de verão. As pessoas que acordam de manhã bem dispostas e dormem cedo, ou dormem muito pouco são chamadas de matutinas. Já as que têm dificuldade de acordar cedo e funcionam bem à noite são as vespertinas. A diferença de perfis é ainda influenciada pela secreção de um hormônio, o cortisol, que dá a sensação de vivacidade.

Acordar com o dia ainda escuro afeta a secreção do hormônio melatonina, acionado pela falta de luz, alterando o metabolismo. Isso acontece porque os hormônios são regulados pelo ritmo do dia, pela claridade do sol e pela escuridão da noite. Com o horário de verão pode haver atraso nessa secreção, causando sonolência por alguns dias, o que pode ser perigoso para quem precisa estar alerta no trabalho.

No caso de idosos com problemas graves de saúde, a mudança no padrão do sono pode ainda aumentar a pressão arterial, mas isso acontece geralmente em casos extremos.

Então, para que não haja problemas, é importante seguir algumas dicas: dormir pelo menos dez minutos mais cedo a cada dia, durante dez dias antes da mudança de horário. A adaptação lenta e gradual segue o mesmo ritmo do relógio biológico, sem causar reações no organismo. Se isso não for possível, o ideal, é manter a qualidade e a regularidade do sono.

spring-health

Primavera chegou – cuide de sua saúde

A última sexta-feira (22) marcou o início da primavera. Mas enquanto alguns comemoram as novas cores da paisagem, outros sentem no corpo as alterações da natureza.

— O pólen das flores disperso no ar aumenta as chances de crises alérgicas, que podem ser leves ou mais graves. Por isso é melhor evitar plantas com flores dentro de casa — diz Alberto Chebabo, infectologista do Lâmina Medicina Diagnóstica.

O aumento de substâncias irritantes no ar também provoca outro problema: a conjuntivite — inflamação na membrana que reveste o globo ocular. Entre as crianças, a varicela (catapora) é a campeã de casos nos meses de setembro a novembro.

— A criança fica doente na escola e acaba levando para casa o vírus. Como muitos adultos não tiveram a catapora na infância, acabam ficando doentes. Nesse caso, a doença fica mais grave: abaixa a imunidade e aumenta os riscos de agravamentos — alerta o especialista.

Já existe vacina contra a catapora, mas a dose só será oferecida nos postos de saúde a partir de janeiro do ano que vem. Para os adultos, a vacina continuará disponível apenas na rede privada.

Pouco conhecida, a escarlatina também tem seu ápice durante a estação das flores. A doença, causada por uma bactéria (a mesma das infecções de garganta) provoca o aumento das papilas gustativas da língua (aspecto de framboesa), manchas vermelhas pelo corpo e febre.

SAIBA PREVENIR

Cuide do ambiente

Evite tapetes, forre a cama, os sofás e as cadeiras, limpe os móveis com pano úmido. Esse controle diminui o risco de alergias respiratórias.

Redobre a higiene

Lave as mãos várias vezes ao dia e evite compartilhar utensílios. Assim, você curte as flores sem ficar de cama com uma doença infecciosa.

Fique em casa

Está com febre? Manchas vermelhas na pele? Fique em casa. O convívio na escola ou no trabalho aumenta a disseminação do vírus ou bactéria causadores.

Fonte: Jornal Extra

hpv-vaccine

Estendida vacinação contra vírus HPV

A vacina contra o vírus HPV está sendo estendida para homens e mulheres na faixa etária dos 15 e 26 anos, de acordo com anúncio feito pelo Ministério da Saúde. A medida é temporária, devido ao grande estoque de vacinas nos postos de saúde cujo vencimento é mês de Setembro.

O público-alvo da vacina são meninos entre os 11 e 13 anos e meninas entre 9 e 14 anos. Nestes públicos, a vacina deve ser aplicada em duas doses com intervalo de seis meses entre elas. Também fazem parte do grupo: transplantados de órgãos sólidos, de medula óssea e pacientes oncológicos entre 9 e 26 anos.

Prevenção
O vírus do papiloma humano (HPV – sigla em inglês) é a doença sexualmente mais comum no mundo. Atingindo tanto homens, quanto mulheres, podendo causar verrugas ou feridas genitais. O HPV é considerado a principal causa do câncer de colo de útero, com estimativa de 90% das causas desta patologia.

japan-tourist-spot

Os segredos dos 5 países com maior expectativa de vida

São conhecidas as histórias de exploradores que têm buscado a lendária fonte da eterna juventude. Esse mito ainda não se confirmou, mas existem algumas populações que conseguem viver substancialmente mais do que a média mundial de expectativa de vida, que é de 71 anos.

Cada um desses lugares tem sua própria fonte secreta de vitalidade.

A BBC falou com habitantes de alguns desses países, que se destacam no Índice Mundial de Felicidade 2017, para descobrir as razões que ajudam esses locais a proporcionar uma vida longa.

Japão: dieta e comunidade

Os japoneses vivem em média 83 anos, uma das mais altas expectativas de vida no mundo. A região de Okinawa, ilhas ao sul chamadas com frequência de “a terra dos imortais”, converteu-se em um centro mundial de pesquisa sobre longevidade graças às 400 pessoas com mais de 100 anos que vivem no local.

Muitos atribuem essa condição à dieta local, que tem muito tofu – uma espécie de queijo feito de leite de soja – e batatas e uma pequena quantidade de peixes. Círculos sociais de idosos e uma comunidade forte também contribuem para diminuir os níveis de estresse e aumentar uma sensação de pertencimento.

Para os estrangeiros poderem aproveitar esses benefícios sem dificuldades, é fundamental aprender o idioma japonês, segundo Daniele Gatti, diretor-executivo da Velvet Media e que vive no Japão há muitos anos.

“Esse país tem uma maravilhosa qualidade de vida se você conseguir pular o obstáculo da língua para entender melhor a mentalidade (dos japoneses), que é muito mais diferente da cultura ocidental do que pensa a maior parte dos turistas”, explicou Gatti à BBC.

“Os estrangeiros que querem se mudar para cá devem considerar seriamente que terão de dedicar grande parte de seu tempo para aprender o idioma. Essa é a chave para uma integração mais profunda na sociedade japonesa e para conseguir vida plena de sentido”, diz.

Espanha: tempo para comer, digerir e caminhar

A dieta mediterrânea, rica no saudável azeite de oliva, vegetais e vinho, tem contribuído há muito tempo para prolongar a vida dos espanhóis (cuja expectativa de vida é de 82,8 anos).

Mas o país tem outro segredo para a longevidade: a “siesta”, uma espécie de pausa para descanso depois do almoço.

“A gente acredita que todos os espanhóis estão dormindo a ‘siesta’ quando as lojas estão fechadas entre às 14h e 17h, mas isso simplesmente obedece à forma como os horários estão organizados”, afirmou Miquel Àngel i Besora, guia turístico e morador de Barcelona.

“Se você tem apenas meia hora de pausa para almoçar, então come algo bem rápido. Mas se você pode parar duas ou três horas, então vai até sua casa ou a um restaurante, onde pode se sentar, comer dois pratos e sobremesa, e ainda tem tempo suficiente para fazer uma boa digestão. Isso vai ser mais saudável”, disse Besora.

Além disso, a própria configuração das cidades espanholas facilita o exercício. As lojas e os restaurantes tendem a ser mais próximos das casas das pessoas, o que ajuda a optar pela caminhada.

“Quando me mudei de Moscou para Barcelona, me dei conta de que aqui as pessoas preferem não dirigir seus carros. Elas preferem caminhar, ir de bicicleta ou mesmo andar algumas ruas para chegar ao transporte público”, afirmou Marina Manasyan, uma das fundadoras da empresa Barcelona Eat Local Food Tours, que organiza turismo gastronômico na cidade. “Você oxigena suas células e reduz o carbono”, diz.

Cingapura: exercício e prevenção

Com amplo acesso à medicina de alta tecnologia e um sistema de saúde considerado “milagroso”, os habitantes de Cingapura estão vivendo cada vez mais: hoje, a expectativa de vida chega a 83,1 anos.

O país tem uma das menores taxas de mortalidade infantil e materna do mundo. E tem um competente sistema de prevenção em saúde.

Um ambiente urbano acessível e inclusivo também contribui para uma vida mais longa.

“Você vê um monte de gente indo a ginásios ou fazendo exercícios em parques públicos”, diz Bino Chua, que atualmente mora no país e escreve um blog de viagens.

Recentemente, o país inaugurou seu primeiro parque terapêutico, pensado para reduzir o estresse e melhorar a saúde dos idosos.

Em Cingapura também é mais difícil manter hábitos de vida menos saudáveis. “Os estrangeiros devem saber que os vícios são muito mais caros aqui. Os cigarros e as bebidas alcoólicas são taxados com impostos muito mais altos que em outros países”, explica Chau.

Suíça: equilíbrio e queijo

Entre homens, nenhum país tem expectativa de vida mais alta que a Suíça, onde vivem em média 81 anos de idade.

Sendo um dos países mais ricos da Europa, a Suíça oferece uma rede de saúde de alta qualidade e elevados níveis de segurança, que contribuem para uma sensação de bem-estar.

Além disso, alguns estudos colocam o alto consumo de queijo e de leite como um dos fatores determinante para a longevidade no país.

A localização da Suíça, no centro da Europa, tem levado muitas multinacionais a instalarem suas sedes no país, o que tem aumentado o fluxo de trabalhadores estrangeiros. Assim, eles podem desfrutar da qualidade de vida e melhorar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

“É um ponto profissional muito bem localizado”, diz Daniele Gatti, que também viveu na Suíça. “Viver ali te permite desfrutar de uma maravilhosa semana de viagens pela Europa e a passar um tempo ao ar livre nos encantadores Alpes”, acrescentou.

Coreia do Sul: tradições e fermentados

A Coreia do Sul está caminhando para se tornar o primeiro país a ter uma expectativa de vida de 90 anos, de acordo com pesquisas recentes. Os estudos atribuem o feito a uma economia em forte crescimento, um amplo acesso ao sistema de saúde e menos problemas de tensão arterial que nos países do Ocidente.

O país também tem uma dieta rica em alimentos fermentados, que ajudam a diminuir o colesterol e a aumentar as defesas imunológicas.

“No conjunto, a comida coreana tem um alto conteúdo de fibra e é rica em nutrientes”, diz Camille Hoheb, fundadora da empresa de turismo Wellness Tourism Worldwide.

Quem vive na Coreia do Sul afirma que um dos elementos que contribui para a qualidade de vida é a cultura focada na comunidade.

“Os jimjilbang (banheiros públicos com banheiras de hidromassagem, água quente, mesas de massagem e saunas) oferecem a oportunidade para as pessoas se encontrarem, se conhecerem e, assim, reduzirem o estresse”, explica Hohed.

Ela diz, também, que a população da Coreia do Sul tem uma capacidade de se concentrar no presente, “o que é um dos ensinamentos budistas, bem como uma atitude que favorece a cultura de cooperação sobre o individualismo”.

Red heart in woman’s hands.

Fiquei atento aos sinais de Insuficiência Cardíaca

Você sabia que atividades simples como usar travesseiro demais, cansar com qualquer esforço e sofrer com sapatos apertados podem ser sintomas de insuficiência cardíaca?

A insuficiência cardíaca é uma condição em que o músculo do coração fica enfraquecido e não consegue bombear a quantidade de sangue que o corpo necessita para suprir suas necessidades. Ela pode ocorrer em qualquer momento da vida, em qualquer idade e atinge 2% da população até 70 anos.

São cinco os sinais que você deve prestar atenção: sapatos que não cabem mais (inchaços nos tornozelos e pés); utilizar mais travesseiros para dormir (para compensar a dificuldade de respirar deitado causada pelo acúmulo de fluído nos pulmões); frios constantes nas mãos e pés (o corpo do paciente com insuficiência cardíaca acaba direcionando o sangue quente para o cérebro e outros órgãos vitais); tosse incontrolável e falta de ar e cansaço para atividades físicas.

Entre as causas da insuficiência estão: qualquer dano ao músculo do cardíaco, infarto do miocárdio, doenças inflamatórias do coração, Doença de Chagas, hipertensão crônica, doenças das válvulas cardíacas e doenças congênitas. O tratamento vai depender do grau da insuficiência.

Fique atento aos sintomas, cuide de sua saúde e consulte seu médico.

Fonte: Programa Bem Estar – Rede Globo

world-breastfeeding-week

Semana Mundial de Aleitamento Materno

Sempre importante lembrar os benefícios do aleitamento materno para o desenvolvimento dos pequenos, principalmente durante os seis primeiros meses de vida. Por conta disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) indica o aleitamento exclusivo durante este período.

O aleitamento oferece inúmeras proteínas, anticorpos e vitaminas que são essenciais para o desenvolvimento do bebê. Além disso, fortalece ainda mais o vínculo entre mãe e filho.

É comprovado que, as crianças que são amamentadas por mais tempo, possuem menos riscos de sofrer com doenças respiratórias, diminuem as cólicas, colabora com o desenvolvimento da arcada dentária do bebê e, ainda, menos risco da mãe de desenvolver doenças.

Amamente seu filho. A maior prova de amor que você pode demonstrar.

skin-cancer-care

Sobre câncer de pele – diagnóstico e como curar

O de pele é o tipo de câncer mais diagnosticado no Brasil e no mundo e é preciso cuidar muito para que não haja evolução na doença após seu aparecimento. Fique atento à novas lesões ou modificações de sinais que já existiam ou a presença de feridas que não cicatrizam.

Também fique alerta à coloração de suas pintas, se elas tiverem variações de cor, de tamanhos e se as bordas ficarem irregulares. Esses critérios deram origem à regra do ABCD, que utiliza algumas características para dar nota à pinta e dar a devida atenção às possibilidades de pintas malignas.

De fato, quem tem pintas deve ter o hábito de frequentar o dermatologista, pois ele poderá detectar e encaminhar para um cirurgião fazer sua retirada antes que a doença evolua. Se você só tem pintas clarinhas, pequenas e regulares, continue prestando atenção às novas que surgirem.

É importante você fazer um check-up com seu dermatologista de vez em quando e também usar filtro solar.

winter

Aproveite o inverno

Já estamos na estação mais fria do ano e nada como aproveitar o inverno da maneira que mais gostamos.
É temporada de fondue, vinho, lareira e cobertor, mas também é tempo de redobrar os cuidados com a saúde.
Curta os dias de frio e o melhor que esta estação pode te proporcionar seguindo algumas dicas:

  1. Cubra o nariz e a boca ao tossir ou espirrar;
  2. Lave as mãos com frequência usando água a sabão;
  3. Evite tocar seus olhos e bocas com as mãos;
  4. Não compartilhe copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
  5. Afaste-se de ambientes fechados e com aglomeração de pessoas;
  6. Vacine-se para ficar protegido!

Siga essas dicas e previna-se contra as doenças comuns do inverno!

18118459_10211112448721210_3977046851969408711_n

Está acontecendo!

De 28 de abril até primeiro de maio, acontece o XXXII Congresso Brasileiro de Cirurgia, em São Paulo.

Estamos participando do evento em busca de aprimorando e aperfeiçoamento na área.
Diferentes especialistas, juntos para debater o futuro da cirurgia no país.

whatsapp-image-2017-04-28-at-10-38-33